domingo, 6 de fevereiro de 2011

Uma noite de amor



É uma hora de encanto , quando a noite nos visita.
Tudo pode acontecer em minutos ou segundos.
Nossos corpos se misturam  sem pudor com muito amor.
Na penumbra da loucura, desenhamos nosso amor...

Vamos aos poucos com carinho, descobrindo nossos corpos.
Os delírios nos conduz cegamente as grandezas dos prazeres
Nossas vidas se alinham sobre a cama tão sedosa.
Entre vultos e abusos nos fazemos muito amor.

Desmaiamos de prazer saciados nessa busca
Mas a noite continua e nós vamos no embalo.
Que loucura  mais gostosa, quantas noites de amor.

Entre todos os encantos ,nossos encantos encontramos.
Nossos corpos ainda desnudos, se abraçam com a noite.
E no auge do prazer, nós somamos um só corpo...

Silvia Dunley       28.08.2010.

4 comentários:

  1. Lindo o seu blog amiga, parabéns!!! sucesso!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelo convite. Seu espaço está repleto de poemas vibrantes. Parabéns!!

    ResponderExcluir
  3. Muitíssimo obrigada, amigos poetas! Bjs carinhosos

    ResponderExcluir